Who would you call?

Acabei de ver o filme que mais me fez chorar nos últimos tempos (meses? Anos?)

Extremely Loud, Incredibly Close de Stephen Daldry (que parece incapaz de fazer filmes irrelevantes) é a história de um filho que busca prolongar os últimos “8 minutos” com o seu pai, que morreu no colapso das Torres Gémeas a 11 de Setembro de 2001, e fá-lo encetando uma busca pela fechadura que uma determinada chave que encontra por entre as coisas do seu pai abrirá.

O choro surgiu por várias vezes e como sempre foi como forma de proteção para aquilo que faz doer:

O que sabes de quanto sabem de ti aqueles que amas e te amam?

Quantas vezes te esqueces de dizer aos que amas precisamente isso?

Quantas vezes acabas por impedir aqueles que te amam de to dizer?

Se esta fosse a tua última chamada, a quem ligarias?

É o final de um ano muito agitado na minha vida e talvez esteja mais sensível que o normal, mas este será certamente um filme a rever várias vezes. Sempre que sentir o meu coração esquecer estas questões.

Passei grande parte do ano a adiar este filme, quiçá premonitoriamente, porque tive e dei motivos demais de choro ao longo do mesmo para dispensar aditivos (que surgiram, ver post futuro sobre o meu top de Cinema em 2012…)

Desculpem a lamechice de fim de ano.

Advertisements

2 thoughts on “Who would you call?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s