2012 em Música – um Top X (XXV para já)

Eis alguns dos discos de 2012 que tocaram cá mais dentro este ano por ordem estritamente alfabética:

  • A Naifa – Não Se Deitam Comigo Corações Obedientes
  • alt-J (∆) – An Awesome Wave
  • Anais Mitchell – Young Man In America
  • Andrew Bird – Break It Yourself
  • Bat for Lashes – The Haunted Man
  • Beach House – Bloom
  • Bob Dylan – Tempest
  • Cat Power – Sun
  • David Byrne & St. Vincent – Love This Giant
  • Django Django – Django Django
  • Dry The River – Shallow Bed
  • Father John Misty – Fear Fun
  • Fiona Apple – The Idler Wheel Is Wiser Than The Driver Of The Screw & Whipping Cords Will Serve You More Than Ropes Will Ever Do
  • Godspeed You! Black Emperor – Allelujah! Don’t Bend! Ascend!
  • Grizzly Bear – Shields
  • Jack White – Blunderbuss
  • Kelly Hogan – I Like To Keep Myself In Pain
  • Lambchop – Mr. M
  • Leonard Cohen – Old Ideas
  • Meursault – Something For The Weakened
  • Sharon van Etten – Tramp
  • Sigur Rós – Valtari
  • The Shins – Port of Morrow
  • The Walkmen – Heaven
  • The XX – Coexist
  • Tindersticks – The Something Rain

E o tema do ano (IMHO):

Anúncios

4 thoughts on “2012 em Música – um Top X (XXV para já)

    • Até é capaz de haver, mas sem ser O disco do ano, alt-J fizeram o que mais momentos de gozo me deu, dos saídos este ano (tá sossegado Boxer!), e o Tesselate tem ali um cagagésimo mais de gozo que o Matilda ou o Ripe&Ruin. O Nothing but Time da Cat talvez seja o mais relevante a nível pessoal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s